sexta-feira, 21 de outubro de 2011

Um dia quem sabe?

(Tereza Cristina Saraiva)
Encontrarei um amor verdadeiro 
Vou ama-lo tanto 
E ser amada por inteiro 
Não quero ser mais restos 
Nem sobra de sentimentos 
Quero ser desejada 
E não objeto de desejo 
Não quero ser usada 
Como um capricho ou uma medalha 
Disputada e depois descartada 
Quero ter uma referencia 
Uma vida dividida 
Somada, multiplicada e nunca diminuída. 
Sonhos completos sem interrupções 
Sem hora para a partida 
Onde o amor seja intenso 
Reduzido nas palavras 
Quero olhar nos olhos 
Conversar sem precisar dizer nada. 



Um comentário:

  1. Os adultos vivem dizendo que a adolescência é um dos perídos mais
    marcantes da vida. Mais o que o adolescente pensa disso? (sinopse do meu blog)
    Acessa o meu blog?
    "Blog de uma adolescente"

    http://blogdeumagarotaadolescente.blogspot.com/

    Espero a sua visita, se gostar do meu blog, segue lá, ficarei muito feliz.
    Desde já obrigada, tenha uma ótima semana.
    Atenciosamente Tainã Almeida.

    ResponderExcluir